Após suspeita de ter forjado o seu próprio ataque, o ator de Empire Jussie Smollett, foi preso. Segundo o TVLine, o ator se entregou à polícia após ser acusado de conduta desordeira e arquivar um relatório policial falso.

O relato inicial de Jussie afirma que ele estava em Chicago quando foi abordado por dois homens que fizeram ofensas racistas e homofóbicas (ele se assumiu homossexual em 2015, no programa de Ellen DeGeneres). Os dois teriam agredido, amarrado com uma corda ao redor do pescoço e jogado o ator em uma substância química, posteriormente descoberta como alvejante. Jussie também afirmou ter ouvido que os agressores eram “MAGA” (de “Make America Great Again”, apelido dado aos eleitores de Donald Trump).

Poucas semanas após a denúncia, a mídia de Chicago reportou que o caso poderia ter sido forjado. “Diversas fontes” do jornalista Rob Elgas, da ABC 7, apontaram que o incidente foi falsificado por causa do descontentamento do ator sobre seu personagem em Empire, Jamal Lyon, ser retirado do programa. Outro relato por parte de Brad Edwards, da CBS Chicago, diz que as “duas testemunhas não-prestativas” que estão sendo investigadas são os homens que ajudaram Smollett no golpe – chegou ainda a afirmar que um dos investigados já foi figurante no seriado. Na ocasião, a polícia relatou que ainda não tinha evidências para confirmar as matérias mas que as pistas seriam apuradas.

Pamela Sharp, representante ator, respondeu que trata-se apenas de “rumores ridículos”, e que Smollet está sendo “prestativo e consistente” em seu relato. Por fim, a Fox, também se pronunciou ao TV Line dizendo que não havia planos de demitir o ator do seriado. O porta-voz da polícia de Chicago, Anthony Guglielmi informou que as autoridades contatarão os advogados para negociar a soltura sob fiança do ator.

Se for considerado culpado, Jussie Smollet pode passar três anos na cadeia.


Sugestões de posts para você :D