Abril é um mês diferente, diria até que com uma coloração especial. Não é de hoje que ao redor do mundo alguns pontos turísticos, movimentos e expressões vestem, em alguns casos, literalmente, a cor azul. Esta é símbolo da conscientização do autismo, transtorno apresentado por cerca de 1 em cada 110 pessoas.

Com um número cada vez maior de casos documentados,  a ONU desde 2008 instituiu 2 de abril como dia mundial da conscientização do autismo e busca trabalhar contra as formas de discriminação. Assim, a arte que espelha a vida também tem papel fundamental nisso.

O indivíduo que se encontra no espectro pode demonstrar diversos comportamentos, erroneamente apenas associados a dificuldade de habilidade social e dependência familiar. Por isso, listamos aqui algumas produções que trazem diferentes visões sobre o tema. Confere aí:

Life, animated (Vida animada)

O vencedor na categoria de melhor direção de documentário americano, edição 2016 do Festival de Sundance, apresenta o jovem Owen Suskind, diagnosticado com apenas três anos, e como as animações reconectaram-o com o mundo. Assim, a obra mescla desde vídeos caseiros a desenhos enquanto nos apresenta o criativo mundo de Owen.

 

Autism: the musical (Autismo: o musical)

Documentado em 2007, “Autismo:o musical” apresenta de maneira intimista a vida de cinco crianças com o transtorno produzindo um musical, os estresses e a liberdade que só a arte traz. Não esquecendo de acompanhar suas famílias lidando com os conflitos de toda boa casa.

 

Autism in love

Um daqueles documentários que a gente demora pra absorver e passa a semana repensando a vida, “Autism in love” retrata quatro adultos autistas que tentam entender o que é o amor, como acontece e como nós podemos lidar com ele. É uma lição sobre empatia e compaixão.

 

The party: a virtual experience of autism

 

Empatia é a capacidade de se colocar no lugar do outro, é justamente isso que a obra do The Guardian proporciona. O público se sente como Layla, uma adolescente autista em uma festa surpresa, vemos seus pensamentos ansiosos consequentemente analisando atitudes comuns do nosso dia a dia. A produção é mais do que aconselhada mesmo possuindo legendas apenas em inglês.

  

   

   

Sugestões de posts para você :D