Muito se fala a respeito dos filmes produzidos aqui no Brasil. Entre tantas críticas negativas de ‘narizes em pé‘ que julgam a qualidade dos longas por serem ‘hollywoodianos’ ou não, temos também a opinião das pessoas sensatas, amantes da 7° arte e bons apreciadores que sabem que uma boa produção não tem nacionalidade, além dos especialistas na área como críticos e cinéfilos.

A verdade é que o cinema brasileiro tem sim os seus destaques, assim como o cinema de qualquer outro lugar do mundo, porém, alguns filmes acabam recebendo bem mais destaque e visibilidade devido à repercussões e críticas positivas, alguns que até nos leva ao tão cobiçado Oscar. Destaco aqui, entre os filmes que fizeram o mundo olhar para nós, duas animações que concorreram à estatueta da Academia, elas são O Touro Ferdinando de Carlos Saldanha, que concorreu ao Oscar de Melhor Animação em 2018 (o diretor já havia sido indicado a categoria de melhor curta em animação por ‘Aventura Perdida de Scrata‘ e o filme Rio, (também de Carlos Saldanha) que quase nos fez trazer a estatueta de Melhor Canção Original em 2012 nas mãos de ninguém mais, ninguém menos que Carlinhos Brown.

Concorrendo ao Oscar ou não, as produções citadas nessa lista (escolhidas a dedo por mim) são filmes que ficaram por muito tempo na cabeça dos críticos e telespectadores, às vezes por formarem opiniões construtivas ou apenas por ter um elevado nível de carisma, a ponto de conquistar quem quiser que for. Vamos para a lista?

1 QUE HORAS ELA VOLTA (2015)

Protagonizado pela atriz, apresentadora e comediante Regina Casé, esse filme acabou surpreendendo a todos com seus diálogos críticos da atual sociedade no Brasil quando se trata da relação entre patrão e empregado. O filme conta a história de uma empregada doméstica pernambucana que vai morar em São Paulo em busca de conseguir dar uma vida melhor para sua filha que acabou ficando em Recife durante a estadia na cidade sulista. No decorrer do filme, sua filha acaba indo morar também em São Paulo no intuito de prestar vestibular, os patrões de sua mãe a recebe com braços abertos em sua casa, porém, o comportamento da mesma acaba complicando a relação entre sua mãe e seus patrões. O filme mostra de perto as situações que são problemas reais nas casas de família da classe média no Brasil, o que vemos na tela chega a ser aconchegante de tão a vontade que ficamos vendo os dois lados de cada fase do filme. Pode-se dizer uma produção 5 estrelas, com uma conclusão nem tão satisfatória para todos, porém, a julgo como necessária. Confira o trailer:

2 – CENTRAL DO BRASIL (1998)

É impossível assistir esse filme sem lembrar do quão orgulhoso o Brasil ficou ao ver a atriz Fernanda Montenegro de pé sendo aplaudida na premiação do Oscar em 1999. Sobre o filme: Dora, uma amargurada ex-professora, ganha a vida escrevendo cartas para pessoas analfabetas, que ditam o que querem contar às suas famílias. Ela embolsa o dinheiro sem sequer postar as cartas. Um dia, Josué, o filho de nove anos de uma de suas clientes, acaba sozinho quando a mãe é morta em um acidente de ônibus. Ela reluta em cuidar do menino, mas se junta a ele em uma viagem pelo interior do Nordeste em busca do pai de Josué, que ele nunca conheceu. O filme é emocionante do começo ao fim. Julgo mentalmente todas as pessoas que passaram por esse mundo e recusaram assistir essa obra fantástica do cinema nacional. Deem uma olhada no trailer:

3 – AQUARIUS (2016)

Clara (Sônia Braga) tem 65 anos, é jornalista aposentada, viúva e mãe de três adultos. Ela mora em um apartamento localizado na Av. Boa Viagem, no Recife, onde criou seus filhos e viveu boa parte de sua vida. Interessada em construir um novo prédio no espaço, os responsáveis por uma construtora conseguiram adquirir quase todos os apartamentos do prédio, menos o dela. Por mais que tenha deixado bem claro que não pretende vendê-lo. Clara sofre todo tipo de assédio e ameaça para que mude de ideia. Não sei se por motivos de viver em Recife ou não, esse filme é o meu favorito dessa lista, a produção se preocupou TOTALMENTE em estudar a cidade, seus bairros e costumes, mesmo o diretor, Kleber Mendonça Filho, sendo recifense. Concluímos tudo isso apenas em assistir o longa, cada detalhe fica notório que foi feito aqui e por gente daqui. Aquarius é um dos melhores filmes que assisti não só dessa lista, mas de todos que vi na minha vida. Trailer:

4 – TROPA DE ELITE (2008)

Costumo falar que José Padilha nunca falha. Suas produções, sejam elas para TV ou cinema, sempre acabam recebendo a atenção da população em massa que tem acesso a esses recursos, e Tropa de Elite é um dos filmes que mais trouxeram os olhos do mundo para o Brasil. 1997. O dia-a-dia do grupo de policiais e de u m capitão do BOPE (Wagner Moura), que quer deixar a corporação e tenta encontrar um substituto para seu posto. Paralelamente dois amigos de infância se tornam policiais e se destacam pela honestidade e honra ao realizar suas funções, se indignando com a corrupção existente no batalhão em que atuam. Aqui esta o trailer:

 

5 O AUTO DA COMPADECIDA (2000)

Esta aqui o melhor filme de comédia já produzido no Brasil desde que o cinema foi lançado. Eu poderia passar horas APENAS elogiando esse filme, mas tentarei ser breve. O filme mostra as aventuras de João Grilo e Chicó, dois nordestinos pobres que vivem de golpes para sobreviver. Eles estão sempre enganando o povo de um pequeno vilarejo no sertão da Paraíba, inclusive o temido cangaceiro Severino de Aracaju, que os persegue pela região. Somente a aparição da Nossa Senhora poderá salvar esta dupla. O filme é baseado na peça teatral de mesmo nome escrita pelo pernambucano Ariano Suassuna que ganhou vida nas telas pelo diretor Guel Arraes. Quem teve o privilégio de assistir o filme, pode-se considerar uma pessoa e sorte. Sou capaz de assistir esse filme por mais 1000 vezes, sempre vou me acabar de rir com cada uma das cenas cômicas. Aqui não irei mostra o trailer do filme, mas sim uma das minhas cenas favoritas. Confiram:

E assim acaba minha lista de hoje, espero que todos tenham gostado.


Sugestões de posts para você :D