Gal Gadot revela seu desapontamento com a ONU por remover o título de Embaixadora da Mulher-Maravilha

Em Outubro, a Mulher-Maravilha (Personagem da DC Comics) foi nomeada pela Organização das Nações Unidas como Embaixadora Honorária do Empoderamento Feminino, porém algumas mulheres do movimento feminista não gostaram nem um pouco dessa notícia. Depois do anuncio, um abaixo assinado com mais de 45 mil assinaturas chegou nas mãos da organização, alegando que a personagem era sexualizada demais para ocupar esse cargo e acharam estranho uma personagem de histórias em quadrinhos ganhar um título tão importante enquanto há pessoas reais que merecem este título.

Em entrevista para a TIME, Gal Gadot mostrou-se surpresa pela péssima repercussão que a nomeação da personagem causou, e se mostrou sobretudo bastante desapontada. Em um trecho da entrevista, a atriz que dá a vida para Diana Prince nos cinemas disse “Com tantas coisas horríveis acontecendo no mundo, é sobre isso que vocês estão protestando, sério?” e continua “Eu não entendo quando as pessoas argumentam que a Mulher-Maravilha deve ‘se cobrir’. Eles dizem: “Se ela é inteligente e forte, ela não pode ser sexy também.” Isso não é justo. Por que ela não pode ser tudo?”.

Finalizando a conversa, Gadot ainda diz “Eu acho que as pessoas tomam o caminho errado quando digo que eu sou uma feminista […] o feminismo não se trata de queimar sutiãs e odiar os homens. Trata-se de igualdade de gênero”.

Comentários

comentários

FonteTIME
Compartilhe

Faça um Comentário

Please enter your comment!
Please enter your name here