Review: Estrelas Além do Tempo

Contra o racismo e a desigualdade de gênero, o filme retrata a luta pelo fim dos preconceitos.

Baseado em fatos reais o nome original de Estrelas Além do Tempo (Hidden Figures, Figuras Escondidas em uma tradução literal) é a definição perfeita para o filme. O palco da história é a corrida espacial, mas dessa vez os personagens principais são três mulheres negras dentro da NASA.

Em 1960, quando o preconceito racial e de gênero era muito mais forte, o filme retrata uma parte dessa luta, enfatizando principalmente a desigualdade que o mundo vive.

Todas as personagens tem seus demônios a serem enfrentados: Katherine Johnson (Taraji P. Henson), é relocada para uma sala onde um negro nunca havia trabalho. E além de ser subestimada pela cor, ainda era tratada de forma inferior por ser mulher.

Dorothy Vaughan (Octavia Spencer) por sua vez ocupava o cargo de supervisora como função, mas não no seu salário e status. Sempre que questionada sobre sua promoção ela recebia como resposta frases como “Você deveria agradecer de estar empregada“.

Por fim, Mary Jackson (Janelle Monáe) aspirava em virar Engenheira da NASA, porém ao se demonstrar interessada no cargo, os pré-requisitos para o cargo aumentam para um nível que ela nunca alcançaria: estudar em uma faculdade exclusiva para brancos.

Desde a primeira cena, o filme é repleto de conversas que mostram os problemas sociais, que muitos existem até hoje.

O filme também conta com cenas de alívio cômico, que em sua maioria são relacionadas à atitudes preconceituosas.

O filme em vários momentos nos lembra que é uma história real citando fatos que marcaram a Guerra Fria. Os apaixonados por astronomia ficarão felizes ao ver os primeiros passos da exploração espacial de um ponto de vista diferente.

A história com seu jeito cinema de ser mostra a trajetória das três mulheres até o ápice, quando elas conseguem atingir seus objetivos. Mesmo em alguns momentos parecendo algo artificial e dramático, percebe-se que aquela história é real e aconteceu.

Sabendo aproveitar muito bem seus momentos, as cenas dramáticas são bem demarcadas e se encaixam perfeitamente, não deixando ser exagerado demais. Assim como as cenas de alívio cômico conseguem ser engraçadas sem desmanchar o filme.

O filme com ar de clássico representa muito bem nosso passado. Será um bom filme para nossos descendentes poderem entender como o preconceito funcionava no século passado.

REVIEW GERAL
Estrelas Além do Tempo
Compartilhe